top of page
Buscar

Visita ao Santuário de Lobos em Mafra

Dedicamos o primeiro artigo do nosso blog a uma visita que fizemos em família, em Junho de 2020, ao Santuário de Lobos em Mafra. Este blog terá uma periodicidade mensal e nele, vão poder encontrar várias sugestões sobre passeios, visitas e viagens, as nossas descobertas, estilo de vida ecológico, assim como temas de educação ambiental. Esperamos que vos inspire!


No Natal de 2019, oferecemos como prenda à nossa filha o apadrinhamento de um lobo do Centro de Recuperação do Lobo Ibérico. O Santuário situa-se na freguesia do Gradil, concelho de Mafra, a 30 km norte de Lisboa. Além de contribuirmos para este projeto de conservação, foi uma oportunidade excelente de proporcionar uma enriquecedora experiência de sensibilização e educação ambiental à nossa filha.

A loba que ela escolheu para apadrinhar foi a Faia que. além de ser uma das lobas mais bonitas do centro, é bastante curiosa e deixa-se observar com alguma facilidade.


A loba Faia por entre a vegtação

O Centro de Recuperação do Lobo Ibérico (CRLI)

O CRLI foi criado pelo Grupo Lobo em 1987, com o objetivo de proporcionar uma espaço adequado a abrigar lobos que não podem viver em liberdade, provenientes de zoos, cativeiro ilegal ou vítimas de armadilhas.

O terreno tem 18 hectares e está arborizado de forma a recriar o habitat natural dos lobos. Os eucaliptos que existiam no terreno têm vindo a ser subsituidos por carvalhos, sobreiros e outras árvores autótones, num excelente trabalho de regeneração do habitat.


Como ajudar

Existem várias formas de apoiar o trabalho do Grupo Lobo:

  • Apadrinhamento dos lobos residentes no CRLI

  • Visitar o CRLI e participar nas atividades por ele desenvolvidas

  • Através de donativos

  • Tornado-se sócio

  • Programa de voluntariado

Saiba mais informações em http://www.grupolobo.pt/.



O Bolota, companheiro da Faia


Visitar o CRLI

Uma vez que o CRLI não é um Zoo, mas sim um Santuário, não existem garantias de que se consigam observar lobos durante a visita. Na nossa visita tivemos sorte e conseguimos observar dois lobos, a Faia e o Bolota, o seu companheiro. Na primeira vez, conseguimos observá-los ao longe, mas, depois de avançarmos um pouco no percurso, conseguimos vê-los bem mais próximos dos cercados, com a sua pelagem de Verão confundido-se com a vegetação.


A visita é guiada por uma bióloga que nos explica a história e objetivos do centro, expõe vários aspetos relacionados com os hábitos do lobo, a sua alimentação, reprodução e, claro, a temática da conservação. Há um grande trabalho a fazer para sensibilizar as populações sobre a importância deste grande predador para o equilíbrio do ecossistema, e para a descontruir os vários mitos associados ao lobo.

É este trabalho que o Grupo Lobo tem vindo a desenvolver junto das populações, em paralelo com o projeto do Cão de Gado, que desempenha um papel crucial ao proteger os rebanhos dos lobos. Existem algumas alcateias de lobo que vivem no Norte do país, e estas tem sido acompanhadas de perto e estudadas, de forma a poder garantir a sua conservação.


Se quiserem saber mais coisas, visitem o Centro. Vão preparados para fazer uma pequena caminhada e aprender muito! No momento actual de pandemia, existem algumas normas que têm de ser seguidas, como o uso de máscara, mas toda a informação está disponível no site http://www.grupolobo.pt/.


O que visitar em Mafra

Se forem a Mafra, aproveitem para visitar:

  • o Palácio Nacional e Convento de Mafra, com a sua fascinante biblioteca;

  • o Jardim do Cerco situado ao lado Palácio e construído no estilo Versailles;

  • a Tapada Nacional de Mafra, localizada junto do CRLI, um local otimo para passear e que alberga uma grande variedade de flora, e também muitos animais em liberdade, como veados, javalis, gamos, répteis e aves;

  • as aldeias típicas saloias, que ficarão para uma próxima visita, e, talvez, para um outro artigo para este blog.


Até breve!



69 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page